ANÁLISE DOS PROCESSOS ORGANIZACIONAIS DE ESTÁGIO
SUPERVISIONADO DA UFES CAMPUS ALEGRE

Nome: Wisley Braga Curty
Tipo: Dissertação de mestrado profissional
Data de publicação: 24/09/2018
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Ulysses Rodrigues Vianna Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Ariadne Marra de Souza (Alegre) Examinador Interno
DANIELA DA SILVA OLIVEIRA Examinador Externo
Ulysses Rodrigues Vianna Orientador

Resumo: O estágio supervisionado discente no Brasil deve ser desempenhado conforme os preceitos legais para que não seja enquadrado como uma atividade trabalhista e se afaste do seu propósito pedagógico. Para isso, torna-se necessário que os procedimentos que envolvem a formalização da prática sejam desempenhados com excelência em todas as esferas administrativas. Todo semestre, inúmeros alunos dos cursos de graduação da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) campus Alegre realizam algum tipo de estágio, e, nota-se que o número de estudantes tem crescido nos últimos anos. Logo, os processos administrativos de formalização da prática no âmbito da UFES devem ocorrer adequadamente para que a universidade não seja alvo de sanções trabalhistas, já que é a responsável pelo acordo de estágio entre estudante e universidade. Entretanto, tal processo encontra-se centralizado no topo da estrutura administrativa, o que pode comprometer o desempenho das atividades em seu modo de excelência. Portanto, essa pesquisa-ação compreendeu um estudo de caso acerca da influência da centralização hierárquica na atividade administrativa de estágio supervisionado na UFES campus Alegre, intermediados pela Secretaria Única de Graduação (SUGRAD). Foram analisados, à luz da metodologia de análise administrativa de Antônio Cury (2005), por meio de abordagem qualitativa e quantitativa, os processos organizacionais de atendimento ao aluno, celebração de convênios com unidades concedentes, e, formalização de termo de compromisso de estágio (TCE). Percebeu-se que a influência da centralização sobressai quando se trata da formalização de TCE. Nesse processo, a descentralização constitui uma alternativa rumo a um serviço de excelência. Nos demais, intervenções nas etapas e reorganização dos processos vigentes podem ser capazes de aumentar a eficiência e eficácia organizacional. Em decorrência, os resultados encontrados subsidiaram a sugestão de um produto técnico aplicável, que maximiza a gestão dos estágios no campus, por meio da proposição de um manual contendo orientações, formulário e fluxogramas que contemplam a realidade local. Palavras-chave: Processo organizacional. Centralização. Estágio Supervisionado.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910