REINSERÇÃO SOCIAL DA MÃE ADOLESCENTE E AVALIAÇÃO DA MORBIMORTALIDADE DE SEU FILHO NOS TRÊS PRIMEIROS ANOS APÓS O PARTO.

Resumo: Para a Organização Mundial de Saúde, a gravidez na adolescência representa risco aumentado, tanto para a mãe como para seu recém-nascido, quando se compara com a gestação da mulher adulta. Embora a prevenção da gravidez indesejada de adolescente seja vista como uma importante questão de saúde em muitos países, os cuidados devidos às adolescentes grávidas e ao seu filho não ocorrem com o necessário nível de prioridade. A paridade parece ser uma das variáveis que interfere tanto na permanência escolar como na inserção no mercado de trabalho, demonstradas pelo maior número de adolescentes que não trabalham nem estudam, entre as multigestas em relação àquelas que se apresentaram como primigestas. São escassas, em nosso meio, as pesquisas que investigam a reinserção social da mãe adolescente e a morbi mortalidade de seu filho nos três primeiros anos após o parto. Este é um estudo do tipo coorte retrospectiva com os objetivos de avaliar os aspectos da reinserção social da mãe adolescente após alta hospitalar e a morbi mortalidade de seu filho, durante os três primeiros anos de vida. Espera-se que no final do terceiro ano pós-parto não haja diferença estatisticamente significativa entre a mãe adolescente e seu filho com a mãe adulta.

Data de início: 2013-04-17
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Francisco Luiz Zaganelli
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910